Quanto custa realizar um sonho?

Fotografia: Marcos Fernandes.

Quem nunca sonhou? Quem aqui, nunca quis ser aquela atriz ou cantora famosa, que aparece na televisão? Ou que têm milhões de fotos e seguidores no Instagram?

Sonhar, nos ajuda a não morrer de realidade!
Mas você já se perguntou quanto custa realizar um sonho?
Quanto devemos arriscar? Quem aguenta ouvir tantas vezes a palavra ‘não’, diante das dificuldades que se apresentam?

Essas são apenas algumas das perguntas que me fiz, enquanto assistia as aulas ministradas pela primeira bailarina Cecília Kerche, realizadas na Escola do Teatro Bolshoi no Brasil (Joinville/SC), pelo projeto “Artes do Palco”.

Cerca de quarenta estudantes de ballet entre 15 e 18 anos participaram do evento “Cidade da Dança”, que aconteceu nos dias 12 e 13 de março, acompanhadas da presença de suas professoras. Um final de semana intenso, com aulas no período matutino e vespertino e presença de grupos que vieram de várias cidades do estado para poder participar do projeto. Uma oportunidade que além de trazer para Joinville uma das primeiras bailarinas do Teatro Municipal do Rio de Janeiro e nome internacional do ballet, contou com o acompanhamento musical da pianista Medely Dib.

A disciplina do corpo e da mente foi o que primeiro chamou minha atenção, na postura e comportamento das futuras bailarinas. Durante as aulas foi possível perceber o esforço, a dedicação, a superação e o quanto todas estavam ali para aprimorar suas técnicas.

Dedicadas a aprender ao máximo com quem já mostrou sua arte nos grandes palcos do mundo, as participantes, incansáveis na busca pelo movimento perfeito, ouviam com atenção as correções de Kerche… Que com técnica e precisão, exibia movimentos delicados e perfeitos em sua performance.
Entre as observações necessárias da professora e as repetições para encontrar o eixo que permitisse o melhor Pirouette , o entusiasmo foi o sentimento estampado no rosto de todas as participantes, cada qual com sua história, trajetória, desafios, personalidade, mas um sonho em comum: aprender ao máximo, com quem conquistou o sonho de tornar-se a primeira bailarina.

Uma oportunidade de conhecer, aprender e aperfeiçoar suas formações, foi o que o diretor artístico Darling Quadros, por meio do projeto “Artes do Palco” e o patrocínio da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc (SC/2021), proporciona para as estudantes de ballet, dedicadas a transformar emoções em movimentos.

São projetos como este, com apoio de patrocinadores e leis de incentivo cultural, que possibilitam com que jovens de todas as classes sociais, busquem por um futuro melhor através da arte. É por meio do olhar sensível e responsável de seus professores e da comunidade, que o futuro se constrói e que jovens possam estar mais perto de realizar seus sonhos.


Celiane Neitsch.
Arte-educadora e produtora cultural do site Arte na Cuca.



Recommended Posts

Nenhum comentário por enquanto!


Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *