ONG “Missão Criança” promoveu apresentações culturais no feriado

Clique abaixo para ouvir a postagem

Na tarde de sábado, 07 de setembro o site Arte na Cuca acompanhou a apresentação das crianças atendidas pela ONG “Missão criança”, localizado no bairro Jardim Paraíso. O convite partiu do Maestro Rafael Daniel Huch, que desde 2018 em parceria com a coordenadoria do projeto, trás a arte-educação por meio da música clássica, como projeto de extensão da Orquestra Prelúdio. A ação social tem conseguido ser viabilizada através da aprovação do projeto cultural aprovado pelo Ministério da Cultura via Lei Federal de incentivo à cultura, a Rouanet. Confira matéria clicando aqui.

Maestro Rafael Uch e os coordenadores da ONG junto a Igreja Luterana


Depois de quase um ano de nossa primeira visita e do consentimento para captação de recursos, voltamos para acompanhar o desenvolvimento do projeto, que vem evoluindo e agradando a comunidade. Vale ressaltar que infelizmente, nem todo o montante necessário foi captado para concretização das aulas de música, e que o ano 2019 ainda segue com a captação para que mais pessoas possam se beneficiar desse ato de fé e cultura para com o outro. Atualmente a ONG atende 120 crianças oferecendo aulas de canto coral, violão, violino e musicalização infantil.

Todos os profissionais que lecionam na comunidade são graduados e pós-graduados na área de música, o que estimula as crianças e contribui para a qualidade técnica da proposta.

Vídeo: ONG Missão Criança

No sábado, crianças, pais, professores e demais envolvidos puderam conferir de perto as apresentações em violão, violino, canto coral, jazz, ballet e karatê. É um projeto de formação continuada que estimula novos olhares para o bairro, além de fazer com que as famílias se aproximem da arte e cultura, que muitas vezes parece privilégio da área central de Joinville, privilegiando determinadas classes sociais em detrimento de outras. Esporte, música, dança, cultura e educação estão fazendo a diferença na vida de centenas de crianças em situação de vulnerabilidade social, mas que tem a oportunidade de transformação por meio de iniciativas como estas. Seja um apoiador.

Como ser um apoiador?

A Lei Rouanet, que prevê formas de financiamento para incentivo à cultura, tem a maior parte dos seus recursos destinados a captação via mecenato. Pessoas físicas ou jurídicas podem ser patrocinadoras dos projetos aprovados pelo Ministério da Cultura, o valor é deduzido do imposto de renda, pessoa física pode chegar até 6% do IR, e jurídica o limite são 4%.

Recommended Posts

Nenhum comentário por enquanto!


Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *