Oficinas de vivência artística para usuários do NAIPE e SOIS em Joinville/SC

Foto: Redes sociais Instituto IMPAR.

As crianças atendidas pelo NAIPE – Núcleo de Atenção Integral à Pessoa com Deficiência Intelectual e Transtorno do Espectro Autismo, e adultos usuários do SOIS – Serviços Organizados de Inclusão Social, terão a oportunidade de experimentar a arte como forma de expressão.
Duas turmas de alunos iniciaram no dia 24 de janeiro as oficinas de vivência artística em artes visuais, conduzidas pelo professor, músico e arquiteto José Mauro Silva, integrante do Programa de Formação Cultural Arte para Todos, promovido pelo Instituto de Pesquisa da Arte pelo Movimento – IMPAR. O projeto “Pensar e Criar” foi aprovado no edital de Ações Culturais da Lei Aldir Blanc, promovido pela Secretaria de Cultura e Turismo e Prefeitura de Joinville.

No NAIPE as aulas são destinadas a crianças de 6 a 10 anos e terão acompanhamento da psicóloga Luana Hammes, integrante da equipe técnica do Naipe e Secretaria Municipal de Saúde. A proposta da oficina é estimular a expressão artística visual conectada a aspectos filosóficos, éticos e sociais, baseadas em situações do cotidiano e temas como empatia e solidariedade, em transversalidade com outras linguagens artísticas, como música e dança. O objetivo é compreender e estimular a individualidade de cada aluno e suas potencialidades, auxiliando no desenvolvimento artístico, emocional e intelectual.

No SOIS a proposta é dar continuidade ao projeto de Oficina de Artes Visuais Arte para Todos, realizado em 2020, durante a pandemia, com aulas online ministradas por José Mauro de forma voluntária, com suporte da terapeuta ocupacional Priscila Tocachelis Basttitella, que integra a equipe técnica da SOIS e Secretaria Municipal de Saúde. Participam das aulas, alunos adultos com transtorno mental, atendidos pelo serviço, que é integrado à Raps – Rede de Atenção Psicossocial de Joinville. As aulas têm como proposta trabalhar temáticas de cunho filosófico, ético e social, ancoradas nos grandes pensadores da humanidade, tendo como resultado a produção de desenhos e pinturas criados a partir das reflexões propostas. As atividades de prática artística são intercaladas com momentos de fala e debates sobre as obras produzidas e o tema proposto em cada aula.

Cada oficina terá 12 aulas, com 8 vagas e duração de 1h30 cada, realizadas de janeiro a abril de 2022. Ao final do projeto serão realizadas duas exposições com as obras produzidas por cada turma, expostas nas sedes do SOIS e NAIPE e também em formato digital, com divulgação nas redes sociais do IMPAR.

Professor José Mauro Silva com participantes do projeto Pensar e Criar

Sobre o IMPAR e o Programa Arte para Todos

O IMPAR – Instituto de Pesquisa Arte pelo Movimento é uma associação cultural privada, de utilidade pública municipal e estadual, sem fins lucrativos, que atua nas áreas de pesquisa, produção, formação, publicações e eventos. Fundada em Joinville em 2011, é mantida por meio de prestação de serviços culturais, patrocínios, editais, doações e voluntariado.
O Programa de Formação Cultural Arte para Todos foi implantado no início de 2012 dentro do IMPAR. O programa utiliza a arte como ferramenta de promoção de autonomia, inclusão e inserção social de crianças, adolescentes e adultos surdos, cegos, com transtorno mental, deficiência física, intelectual e outras características. Além das pessoas diretamente envolvidas nas formações do programa, o Arte para Todos também atua com suas famílias e promovendo discussões sobre inclusão na sociedade, com objetivo de torná-la mais receptiva e preparada para a diversidade humana. Neste ano, o programa completa 10 anos de existência.

Quando? janeiro a abril de 2022.
Quanto? Gratuito e exclusivo para usuários do NAIPE e SOIS. (Joinville/SC).
Onde? NAIPE. R. Doutor Plácido Olímpio de Oliveira, 676 – Bucarein | SOIS. R. Aracajú, 1368 – Santo Antônio.

Recommended Posts

Nenhum comentário por enquanto!


Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *