Joinville (SC) recebe apresentações gratuitas do espetáculo “Quem prospera sempre alcança”

Foto: João Caldas.

Em sua terceira turnê nacional, o espetáculo “Quem prospera sempre alcança”, será apresentado no dia 13, no jardim do Museu de Arte de Joinville (MAJ), e no dia 15, no CEU Aventureiro, sempre com entrada gratuita, interpretação em libras e programa em braille.

“Quem prospera sempre alcança” é um espetáculo de rua, cuja proposta de encenação dialoga diretamente com as raízes do teatro popular, do circo-teatro e da comédia de costumes. O humor é elemento de aproximação direta com o público, conquistado através de um texto ágil, contemporâneo e de comunicação franca, características notórias da dramaturgia de Leonardo Cortez, um dos autores mais importantes da atual dramaturgia paulistana e que já demonstrou o pleno domínio da estrutura dialógica e da carpintaria teatral em textos como “Amor à vista”, “Pousada Refúgio”, “Rua do medo”, “Maldito benefício” e “Sala dos professores”.

Com atuação de André Santos e Djair Guilherme, o espetáculo aborda a determinação dos brasileiros em encontrar novas opções de trabalho por conta própria, ganha novos tons com grande parte da população lançando mão da criatividade para seguir trabalhando. A peça fala sobre a importância do planejamento e da organização para a concretização dos sonhos, principalmente dos novos empreendedores brasileiros, que, até pela falta de empregos agravada pela pandemia da COVID-19, criam os seus pequenos negócios para gerar a sua renda. Sobre a volta aos palcos Djair Guilherme acrescenta ”A gente fez o espetáculo em tantas circunstâncias diferentes, em tantos espaços que não o teatro, e as pessoas vinham conversar com a gente e dizer que estávamos contando a história de vida deles. A melhor coisa do mundo é poder ver a nossa gente dando risadas e se reerguendo. Vamos pra frente!”.

Patrocinado pela Visa, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura da Secretaria Especial da Cultura, do Governo Federal, a atual turnê passará por 15 cidades de oito Estados, num total de 45 apresentações gratuitas. Em Joinville, além das duas sessões abertas ao público, o espetáculo terá três sessões para os alunos de duas escolas públicas da cidade, a EEB Governador Celso Ramos e a EEB Dr. Georg Keller.

Sobre o espetáculo
A metalinguagem proposta incentiva o embarque do espectador em diferentes camadas: assim, o entendimento do fazer teatral e as necessidades imperativas para a criação de uma obra se intercalam com a diversão que abre caminhos para a plena absorção da parte conceitual do texto ligada à problemáticas contemporâneas: como se organizar, planejar, inventar e realizar o trabalho quando falta emprego, educação financeira.

Apresentações

Apresentações abertas ao público, com entrada gratuita:

Dia 13/02, às 19h
Jardim do MAJ, Rua 15 de Novembro, 1.400
Dia 15/02, às 20h
CEU Aventureiro, Rua Theonesto Westrupp, s/nº

Apresentações fechadas:

Dia 14/02, às 10h30 e às 20h
Para os alunos da EEB Dr. Georg Keller
Dia 15/02, às 09h
Para os alunos da EEM Governador Celso Ramos

Sinopse
O espetáculo começa com a entrada de dois técnicos de uma companhia teatral encarregados de montar o palco para a apresentação que será feita no local. Eles fazem às vezes de operários e mestres de cerimônia e evocam situações sobre empreendedorismo a partir de quatro histórias. A primeira história é a da própria companhia teatral. Na segunda, duas fãs de uma dupla sertaneja decidem, no meio da fila para entrar no show, como vão gastar o dinheiro que juntaram com muito sacrifício. Já na terceira, dois desempregados decidem empreender como vendedores ambulantes e entram em uma atrapalhada sociedade e na última, um falido dono de boteco recebe a visita de uma inusitada fada-madrinha.

Ficha Técnica
Duração: 45 minutos (espetáculo)
Classificação livre.

Texto e Direção – Leonardo Cortez | Elenco – André Santos e Djair Guilherme | Assistência de Direção – Rogério Barsan
Composição e Direção Musical – Jonatan Harold | Cenário e Figurino – Márcio Araújo e equipe | Iluminação – Ricardo Bueno
Coreografia – Fabiana Santos | Operação de Som – Rogério Barsan | Fotografia – João Caldas Filho | Identidade Visual – Fernando Moser | Direção de Produção – Sonia Kavantan | Produção – Tiago Barizon e Rogério Barsan
Assistente Administrativo – Milka Master | Realização – Kavantan Projetos e Eventos Culturais.

Lei Nacional de Incentivo à Cultura
Patrocínio – Visa | Apoio – AJOTE e Secretaria de Cultura e Turismo de Joinville
Realização – Kavantan Projetos e Eventos Culturais, Secretaria Especial de Cultura, Ministério do Turismo, Governo Federal

Recommended Posts

Nenhum comentário por enquanto!


Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *