5 obras da literatura brasileira adaptadas para o cinema

A literatura brasileira é inspiração para muitas obras cinematográficas, durante o início da história do cinema brasileiro, diversos livros foram adaptados. Na atualidade, o mais comum são as adaptações de biografias de celebridades como cantores, atores e escritores. A intenção de se adaptar obras literárias é além de divulgar o livro, revisitar períodos importantes para a história brasileira e adaptar essas histórias para um novo sem perder seu contexto atual, questionando assim as mudanças (ou não) sociais no país.

Selecionamos 5 filmes adaptados ou inspirados em obras literárias, não levando em conta seu sucesso de bilheteria, mas sim a importância do livro adaptado.

Dirigido por Nelson Pereira dos Santos e baseado na obra homônima de Graciliano Ramos, Vidas Secas conta a história de uma família de retirantes que foge da seca que assola o sertão brasileiro. Durante quase dois anos, O vaqueiro Fabiano, sua mulher, filhos e a cachorra, conseguem se assentar em um povoado, até que Fabiano se revolta contra o dono da fazenda em que trabalha e com o soldado da região, sendo espancado e preso. Ele não vê mais perspectiva em permanecer naquele lugar e decide sair dali.

Dirigido por Joaquim Pedro de Andrade e baseado na obra homônima de Mário de Andrade, Macunaíma é a história de um anti-herói, nascido no fundo da mata virgem. Preto vira branco, troca a mata pela cidade, onde vive acompanhado de seus irmãos. Segue um caminho zombeteiro, conhecendo e amando a guerrilheira Ci e enfrentando o vilão milionário, Venceslau Pietro Pietra, para reconquistar o amuleto que herdara de Ci, o muirakitã.

Dirigido por Guel Arraes e baseado na obra homônima de Ariano Suassuna, O Auto da Compadecida conta a história de João Grilo e Chicó, dois nordestinos pobres que vivem de golpes para sobreviver. Eles estão sempre enganando o povo de um pequeno vilarejo no sertão da Paraíba, inclusive o temido cangaceiro Severino de Aracajú, que os persegue pela região. Somente a aparição da Nossa Senhora poderá salvar esta dupla.

Dirigido por André Klotzel e baseado na obra homônima de Machado de Assis, Memórias Póstumas conta a história de Brás Cubas que após sua morte, decide narrar suas memórias e revisitar os fatos mais marcantes de sua vida. E adverte: “A franqueza é a primeira virtude de um defunto”. E é com desconcertante sinceridade que Brás Cubas conduz o espectador à sua infância e juventude, relembrando incidentes familiares e personagens que passaram por sua vida. Abordando o cotidiano ou acontecimentos nacionais, na vida ou na morte.

Dirigido por Cecília Amado e baseado na obra homônima de Jorge Amado, Capitães da Areia conta a história de um grupo de crianças e adolescentes abandonados por suas famílias que crescem nas ruas de Salvador, praticando assaltos, e fugindo da polícia enquanto lutam para sobreviver. Assim, ao longo de um ano, os garotos encaram diversas aventuras, realizando sonhos e vivendo reais pesadelos.

Recommended Posts

Nenhum comentário por enquanto!


Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *