2º edição do Festival de Corais de Joinville propõe difusões culturais, oficinas e palcos abertos

Clique abaixo para ouvir a postagem

“A consagração de um festival de corais não se dá somente por números. Ela acontece pela qualidade das suas apresentações, pelo alto nível dos profissionais envolvidos e pelo impacto que causa em uma sociedade. Sendo assim, o Festival de Corais de Joinville se transforma em um festival internacional e entra no roteiro do canto coral brasileiro se tornando um dos maiores festivais do sul do Brasil. Esse é um presente para Joinville e o seu povo!” Maestro Fernando Klemann (diretor artístico do evento).

De 09 a 18 de agosto a cidade apresenta ao público a 2º edição daquele que já se tornou um dos maiores festivais do Brasil: O Festival de Corais de Joinville. Em 2019, o número de corais participantes dobrou, chegando a 44 no total, e o número de coralistas saltou de 500 para 1350. A segunda edição do evento vem ampliando o número de locais de apresentações e consequentemente, o acesso do público a essa expressão que vai além das atividades musicais e envolve a sociologia, psicologia, antropologia, entre outras áreas de conhecimento.

Palcos Abertos

A programação de palcos abertos inicia-se nesta sexta-feira(09/08), com apresentação do Coral do Bom Jesus/IELUSC no CEU do Aventureiro, com entrada gratuita. Serão dez apresentações gratuitas pela cidade, com destaque para a dos jardins do Museu de Arte de Joinville, no sábado (10/08), com 10 grupos cantando. Serão feitas apresentações em locais públicos, empresas e até no Hospital Infantil de Joinville.
Programação: https://www.coraisdejoinville.com.br/programacao/

Uma das atrações que exemplifica a acessibilidade, diversidade e possibilidades dessa arte é um concerto especial dos indígenas da etnia Guarani, acompanhados do campeão mundial de projeções mapeadas, VJ Vigas, que usará um projetor para mostrar imagens associadas à cultura indígena. Experiência inédita tanto para os Guaranis – que jamais subiram aos palcos da cidade – quanto para a organização do evento. Nessa edição a proposta é promover esses encontros, segundo o diretor geral do evento, Guilherme Gassenferth:

“Temos a intenção de promover esses encontros, a aproximação e troca entre as culturas. Fiquei sabendo pelo Sr. Luiz, da Pastoral Indígena, da existência dos coros e fiquei muito empolgado, os queríamos na mostra.”

Além dessa, outras novidades foram programadas como a palestra do renomado maestro italiano Massimiliano Carraro sobre como formar coros de alto nível artístico. Ele já foi regente do coro do teatro Alla Scala de Milão, o principal da Europa. Na Sociedade Harmonia-Lyra, a programação se inicia na quarta (12/08), com duas noites de concertos dos corais das escolas municipais de Joinville, com mais de 400 cantores, incluindo a estreia do CEI Estrelinha Brilhante, com crianças entre 04 e 05 anos (ingressos R$ 5,00 (meia-entrada), R$ 10,00 (entrada inteira), adquiridos meia hora antes no local).

Seguindo as apresentações na Lyra, quinta (15/08), é o concerto especial dos indígenas da etnia Guarani, acompanhados do VJ Vigas. Na noite de gala sexta-feira à noite, dia (16/08), que será conduzida pelo Atmen Chor, de Joinville, com o espetáculo Brasil em Cantos, o coral Guarani também tem participação garantida na primeira canção, cantando a diversidade e beleza da música brasileira.

Oficinas

Além dos eventos para o público, o Festival oferecerá três oficinas, sobre regência coral, com Mara Campos; sobre expressão cênica, com Reynaldo Puebla; e sobre afinação, com Juvenal de Moura. Os três são de São Paulo e vêm a Joinville especialmente para as oficinas. As inscrições podem ser feitas no site do Festival.
*Maiores informações acesse: https://www.coraisdejoinville.com.br/oficinas-e-palestras/

Mostra Competitiva

No sábado (17/08), às 19h, acontece na Sociedade harmonia-Lyra a mostra competitiva, que reunirá grupos dos três estados do Sul, em busca da premiação de R$ 6.000,00. O grupo campeão será convidado para retornar no Festival seguinte com um concerto exclusivo.


– Abaré (Florianópolis/SC)
– Associação Coral BESC (Florianópolis/SC)
– Coral da Associação dos Magistrados Catarinenses (Florianópolis/SC)
– Coral Ítalo-Brasileiro do Circolo Italiano (Joinville/SC)
– Coral Jovem do IAESC (Araquari/SC)
– Coro Sinfônico da FEEVALE (Novo Hamburgo/RS)
– Ensemble Projeto Broadway (Curitiba/PR)

Mostra Não Competitiva

Domingo (18/08), às 14h, também no palco do Harmonia-Lyra, é a vez da mostra não-competitiva, que reúne 13 grupos de Santa Catarina, envolvendo mais de 400 cantores.

– Coral Ambiental (Joinville/SC)
– Coral Arte Maior (Joinville/SC)
– Coral Bom Jesus/IELUSC (Joinville/SC)
– Coral da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Florianópolis/SC)
– Coral da Lírica (Joinville/SC)
– Coral da Paz (Joinville/SC)
– Coral e Orquestra da UFSC (Florianópolis/SC)
– Coral Infanto-Juvenil Arte Maior (Joinville/SC)
– Coral Infanto-Juvenil EnCANTO (Bombinhas/SC)
– Coral Instituto A Fonte da Alegria (Joinville/SC)
– Coral Municipal – Viva La Música (Porto Belo/SC)
– Coral Vozes do Amanhã do I.E.E. (Florianópolis/SC)
– Madrigal da UFSC (Florianópolis/SC)

O concerto de encerramento será de responsabilidade do Vocal Masculino Ottava Bassa, campeão do Festival em 2018. O grupo de Curitiba possui mais de 40 vozes masculinas e fará concerto com as melhores músicas de seu repertório e acontecerá na Sociedade Hamonia – Lyra às 19h.

O Festival tem o patrocínio do Catarinense Pharma, do Melagrião, do Instituto Carlos Roberto Hansen e da Tigre, além do apoio da Harmonia-Lyra.

Quando? 09 a 18 de agosto.
Quanto? Ingressos via site: https://www.coraisdejoinville.com.br/programacao/
Onde? Sociedade Harmonia-Lyra e Palcos abertos. Endereço: R. XV de Novembro, 485 – Centro, Joinville – SC

Recommended Posts

Nenhum comentário por enquanto!


Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *