Jesus Luhcas encerra turnê de sucesso

Clique abaixo para ouvir a postagem

O impacto do ser humano na natureza, um lembrete sobre nossa estadia temporária na terra e um pedido para que as próximas gerações tenham acesso aos recursos naturais que temos hoje,  são as mensagens da nova composição der Jesus Luhcas. “Pelas árvores sem chão”, nome da composição, já vem sendo cantada pela cidade e será lançada oficialmente hoje, 20 de setembro às 21h, na Casa do Capitão.  

“Será o momento de apresentar todo o projeto, além da música – que terá a participação da Coral Infantil JB – também teremos um clipe gravado na região, mostrando toda a força das nossas paisagens e reforçando o convite para preservamos nossos mares, nossas florestas, nosso planeta. A intenção é usar toda bilheteria do show para a realização do projeto”, explica o artista.

O evento também marca o encerramento do show “Abrasileirar”, apresentado em 12 cidades de Santa Catarina, dentro do projeto Circuito Sesc de Música. O último show da turnê acontece na cidade e traz canções autorais, com letras provocativas, e que misturam variados ritmos como o Pop, Samba, Rock, Reggae, Pop, Frevo, Maracatu, Rap.

“É um convite para todas as tribos da música brasileira mostrar numa só intenção que é possível viver com diversidade e harmonia, unir a pluralidade, viver o respeito”, ressalta Jesus, que cantará acompanhado da banda formada por Kim (teclado), Tana (guitarra) e Lucas (bateria).

Sobre o Artista

Jesus Luhcas é natural de São Luís (MA), tem sangue latino e mistura ascendência italiana, indígena, japonesa, alemã e quilombola. Essa mistura de etnias e culturas reflete em suas músicas e letras que são um convite à união dos diferentes. Abordam temas como amor, aceitação, humanidade e respeito.

O Arte na Cuca conversou com Jesus Luhcas sobre a carreira em São Paulo, novos projetos e também sobre a turnê “Abrasileirar”, acompanhe:

Arte na Cuca –  Como está a sua vida e carreira em São Paulo?

Jesus Luhcas –  Esses últimos noves meses foram de muito aprendizado, aprendi muito em São Paulo, principalmente a como estruturar a minha carreira, nesse tempo eu montei banda, organizei estrutura de produção, de vedas e de toda essa parte da carreira de um artista que a gente desconhece quando começa. A vida em São Paulo está sendo de grande aprendizagem e de preparação pra essa nova fase, eu cheguei lá com esse intuito de entender e me preparar pra uma vida toda,  quero cantar enquanto ter vida e voz, esse é o plano!

Arte na Cuca- Quais as diferenças que você percebe em relação à arte/cultura de Joinville e São Paulo?

Jesus Luhcas – Joinville tem qualidade de arte, assim como São Paulo. A diferença que  vejo é que em São Paulo existe uma cultura de consumo de arte muito mais madura em relação a Joinville, aqui a gente ainda enxerga a arte de forma geral, como algo bonito, como algo a ser apreciado, mas a gente não se movimenta para apreciar, para estar junto. Eu fico muito feliz, porque a maioria das pessoas que vão aos meus shows é sensível à arte.  Nós temos artistas maravilhosos na cidade de Joinville, mas precisamos valorizar esses artistas, para que eles possam desenvolver a sua arte aqui.  Em São Paulo a questão de mercado da arte já e mais desenvolvido, as pessoas consomem arte, essa é a maior diferença.

Arte na Cuca – Como foi à turnê “Abrasileirar”, que passou por 12 cidades e encerra aqui em Joinville?

Jesus Luhcas –  A turnê “Abrasileirar” foi uma experiência incrível e fantástica!  Encerrar aqui em Joinville após passar por 12 cidades, rodando com uma equipe de 10 pessoas e poder compartilhar minha arte aqui, nesse Estado que sempre me acolheu tão bem é maravilhoso.  Sou muito feliz por ter a oportunidade de espalhara minha arte por Santa Catarina, sou muito grato ao SESC SC,  aprendi muito profissionalmente e vi como é doida essa vida de artista, de sair de uma cidade e ir pra outra e de repente você está no hotel e não sabe onde está, foi muito especial, todos muito acolhedores, já quero fazer de novo!

Arte na Cuca – O que o público pode esperar do show que acontece no dia 20/09 na “Casa do Capitão”?

Jesus Luhcas – Esperem um show de arrepiar! O que eu tenho sentido no palco são as emoções a flor da pele, numa mistura de ritmos brasileiros, que demonstram a nossa diversidade e o quão belo é isso. Então tem música pra dançar, pra sorrir, pra chorar, pra pensar. O show “Abrasileirar” é muito uma síntese da nossa brasilidade. É tão bom ver tanta gente diferente no público, e todos se dando bem, se divertindo, esse show é muito bom, já estou com saudades!

Arte na Cuca – Você pode comentar um pouco sobreo Projeto “Pelas Árvores sem chão”?

Jesus Luhcas –  Sim. É uma iniciativa completamente independente, ela nasceu da minha vontade de usar a arte pra lembrar as pessoas que a gente vive em torno de 80 a 100 anos (com muita sorte), mas o planeta terra continua para os próximos, e eles – assim como nós – precisam de ar e de água potável.  A ideia da música é nos alertar a respeito da nossa participação na história da terra, nós não somos os protagonistas, ela já vem muito antes da gente, nós vamos embora e ela vai ficar aqui para outras pessoas viverem.  É importante pensar nas próximas gerações, a gente é muito cheio de ego, pensamos em nós mesmos, mas é importante lembrar que estamos aqui de passagem e precisamos deixar a casa limpa e organizada quando os outros chegarem.
Tem a participação do Coral JB da Escola João Bernardino da Silveira que fica no Bairro João Costa, são 60 crianças que vão estar no videoclipe. Eu vi um vídeo deles cantando, achei lindo e resolvi chamar todos eles para participar. No show estarei acompanhado da banda formada por Kim (teclado), Tana (guitarra) e Lucas (bateria).

Quando? 20 de setembro. Horário: 21h
Quanto? R$20 e R$ 25 (podem ser adquiridos na hora, no local do show)
Onde? Casa do Capitão. R. Saguaçú, 212 – Saguaçu, Joinville – SC
Contato: (47) 3029-0700

Recommended Posts

Nenhum comentário por enquanto!


Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *