Festival celebra as culturas do entorno da Babitonga

Clique abaixo para ouvir a postagem

O SESC de Joinville e a Crioula Brasil Produções promovem o festival Aldeia de Todos os Cantos nos dias 11 e 12 de agosto. A quarta edição do evento é dedicada à cultura das comunidades indígenas, negras e açorianas do entorno da Baía da Babitonga (abrangendo os municípios de Joinville, Araquari, Balneário Barra do Sul e São Francisco do Sul) e tem a programação dividida entre uma feira de produtos populares, três oficinas culturais e apresentações artísticas gratuitas.

O festival se estende pelas tardes de sábado e domingo com a Feira Babitonga, onde estarão à venda alimentos da terra, produtos do artesanato indígena e açoriano e acessórios de influência afro-brasileira. Paralelamente à feira, acontecem as oficinas gratuitas de danças populares e práticas percussivas dos ritmos catarinenses, além de uma vivência com jogos do folclore local. A programação da tarde se encerra com duas rodas de conversa: no sábado, com as comunidades guaranis e, no domingo, com os representantes quilombolas.

À noite, a programação artística do festival Aldeia de Todos os Cantos é variada: no sábado, anunciados pelo cortejo do grupo de maracatu Baque Mulher, apresentam-se o Coral Infantil Indígena Guarani e o grupo coral Casa da Cultura de Barra do Sul e Natália Pereira faz o show de lançamento do CD Vem ver nosso boi brincar. No domingo, é o grupo Afoxé Omilodê (foto) quem faz o cortejo de abertura, seguido pelos espetáculos dos grupos Anúncio (de Araquari) e Sarau Afro-açoriano, que lança o CD Fui tarrafear.

O festival Aldeia de Todos os Cantos é uma soma de esforços que reúne, de um lado, o suporte do SESC de Joinville e, de outro, a parceria entre a música e produtora Ana Paula da Silva (idealizadora da primeira edição do evento, em 2013) e o projeto Babitonga Ativa da UNIVILLE, que pesquisa e valoriza o patrimônio cultural das comunidades vizinhas à baía.

Confira, abaixo, os detalhes da programação

11 de agosto (sábado)
15 horas: Feira Babitonga com artesanato e alimentação

16 horas: oficinas “O jogo da história” (com Jorge Hoffmann), danças populares da Babitonga (com Ana Lúcia Martins) e práticas percussivas e ritmos catarinenses (com Rodrigo Paiva)

17 horas: roda de conversa com os caciques guarani Ronaldo Karai Tukumbó, Nailza Ywai Silva, Ademilson Whera Moreira e a antropóloga Viviane Vasconcelos

19 horas: cortejo com o grupo de maracatu Baque Mulher

20 horas: apresentações do Coral Infantil Indígena Guarani, do grupo Coral Casa da Cultura de Barra do Sul e de Natália Pereira

12 de agosto (domingo)
15 horas: Feira Babitonga com artesanato e alimentação

16 horas: oficinas “O jogo da história” (com Jorge Hoffmann), danças populares da Babitonga (com Ana Lúcia Martins) e práticas percussivas e ritmos catarinenses (com Rodrigo Paiva)

17 horas: roda de conversa com Alessandra Bernardino, Dilney Cunha e Robson Benta, representantes e pesquisadores de comunidades negras

19 horas: cortejo com o grupo Afoxé Omilodê

20 horas: apresentações dos grupos Anúncio e Sarau Afro-Açoriano

CUSTO: entrada gratuita
LOCALIZAÇÃO: SESC Joinville – r. Itaiópolis, 470, no América

Recommended Posts

Nenhum comentário por enquanto!


Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *