Mostra de filmes do SESC faz homenagem a Ingmar Bergman

Clique abaixo para ouvir a postagem

O SESC de Joinville apresenta nesta semana a mostra “O lobo à espreita – Uma homenagem ao centenário de Ingmar Bergman”, com a exibição de cinco filmes do diretor sueco: “O sétimo selo” (1956), “Morangos silvestres” (1957), “Persona” (1966), “A hora do lobo” (1968) e “Vergonha” (1968). No dia 12 de julho, quinta-feira, a sessão com “Persona” é acompanhada de uma conversa com o psicanalista André Cabral. No dia seguinte, 13 de julho, é a vez da psicanalista Liliana Marlene da Silva Alves falar sobre “A hora do lobo”. As projeções são gratuitas, começam às 19h30 e dispensam a retirada antecipada de ingresso.

 

10 de julho: “O sétimo selo”
Ao retornar das Cruzadas para casa, o cavaleiro Antonius Block encontra uma Europa devastada pela peste e corrompida pela inquisição. Tentando entender tanto sofrimento e destruição, disputa sua própria vida em uma partida de xadrez com a morte. (1957, drama, 96 min., legendado. Classificação: 12 anos)

 

11 de julho: “Morangos silvestres”
A homenagem prestada pela universidade de Lund aos 50 anos de medicina do professor Isak Borg coloca-o na estrada junto com a nora Marianne, que passa por uma crise no casamento. A viagem é uma metáfora sutil para o conflito entre as memórias do passado e a própria mortalidade. (1957, drama, 91 min, legendado. Classificação: 10 anos)

12 de julho: “Persona”, seguida de conversa com o psicanalista André Cabral
Atriz de teatro perde a voz depois de uma crise emocional e, internada numa casa de campo, submete-se aos cuidados de uma enfermeira. A admiração da mulher pela artista exige que ela compreenda as razões do seu silêncio e, dessa relação, cria-se entre as duas uma tensão reforçada pelo isolamento. (1966, drama. 83 min, legendado. Classificação: 18 anos)

13 de julho:  “A hora do lobo”, seguida de conversa com a psicanalista Liliana Marlene da Silva Alves
O pintor Johan se retira para uma ilha com sua esposa grávida, Alma, na tentativa de controlar as alucinações evocadas por traumas do passado. Alma se esforça para ajudá-lo a manter a sanidade e a dominar sua arte, mas a escuridão da noite pode colocá-la em perigo. (1968, terror. 90 min., legendado. Classificação: 18 anos)

 

14 de julho: “Vergonha”
Um casal de violinistas vive em uma ilha isolada para fugir da guerra e tem sua rotina de paz substituída pelo horror, pela miséria e pela destruição quando sua casa é invadida por soldados. (1968, drama, 104 min., legendado. Classificação: 16 anos)

 

HORÁRIO: 19h30
CUSTO: entrada gratuita
LOCALIZAÇÃO: SESC de Joinville – r. Itaiópolis, 470, no América

Recommended Posts

Nenhum comentário por enquanto!


Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *