Evento “1968 – 50 anos depois” movimenta o cinema do SESC

Na semana do dia 24 a 27 de setembro acontece no SESC o evento “1968 – 50 anos depois”, que debate sobre os 50 anos da instauração do Ato Institucional nº 5 (AI-5), decreto assinado em 13 de maio de 1968, pelo general-ditador Costa e Silva, marcando assim o início do período mais duro do regime militar. O evento vai contar com quatro dias de discussões sobre o AI-5 e sobre o período da ditadura militar.

Na segunda-feira (24), a discussão será feita com especialistas a partir de diferentes áreas. Os historiadores Zaia Freire e Maikon Jean Duarte, o jornalista Sílvio Melatti e a advogada Ana Catarina de Alencar abordam o tema através de suas visões com base em suas linhas de estudo.

Além disso, serão exibidos dois filmes. O primeiro, na terça-feira (25), é “Tatuagem”, de Hilton Lacerda, lançado em 2013. O drama mostra o desenvolvimento e as dificuldades de um romance entre dois homens durante o regime militar, sendo um deles um soldado.

O segundo filme, na quarta-feira (26), é “Verdade 12.528”, documentário de Paula Sacchetta e Peu Robles, aborda a Comissão Nacional da Verdade que foi criada para A buscar respostas quanto aos desaparecidos e outras atividades militares durante o período.

Este evento faz parte da programação Diálogos Urgentes de Cinema, que ocorre mensalmente em algumas unidades do Sesc em Santa Catarina, com debate após o filme. Participam desta edição o Maikon Jean Duarte, historiador e membro do Centro de Direitos Humanos Maria da Graça Bráz, Rhuan Carlos Fernandes, estudante de História da Univille e membro do movimento negro Maria Laura, Mariana Vieira Gomes, presidenta da Comissão de Direitos Humanos e Cidadania da OAB de Joinville, e Cynthia Maria Pinto da Luz – Assessora jurídica do Centro de Direitos Humanos Maria da Graça Bráz, de Joinville.

Para finalizar, na quinta-feira (27), artistas da cidade detabter sobre as consequências e resistências na arte em relação ao AI-5 e ao regime. Participam a escritora Melanie Peter, a musicista Semitha Cevallose os atores e diretores Robson Benta e Cristovão Petry.

O evento é promovido pelo Sesc em Joinville e conta com o apoio do Movimento para Mudar o Nome do Bairro Costa e Silva. Todas as atividades são gratuitas.

Recommended Posts

Nenhum comentário por enquanto!


Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *