Por que Joinville precisa de Cineclubes?

Clique abaixo para ouvir a postagem

O início do cineclubismo no Brasil, data de 1928 na cidade do Rio de Janeiro, com a criação do Chaplin Club. Com a criação deste, muitos mais viriam a ser criados, contribuindo para a formação de gerações de cineastas, jornalistas e amantes do cinema. Podemos dizer, que a criação das cinematecas espalhadas pelo Brasil, se deve em partes, ao fato de que a semente plantada por cineclubes, geminou e se transformou em um movimento de salvaguarda do patrimônio cinematográfico brasileiro. Sem está semente, é possível que não teríamos boa parte do acervo fílmico que temos atualmente. Foi uma ideia trazida de outros países, por verdadeiros aventureiros, desbravadores, que construiu o cinema brasileiro.

Mas então, o oque é um cineclube? Bem, nada mais é do que um “um movimento sistemático de exibição e discussão de filmes”, ou seja, um local onde pessoas se reúnem para assistir e debater sobre o filme assistido. São filmes que geralmente estão fora do circuíto comercial (exibidos em salas de cinema convencional), mas que geram grandes debates, aguçam o olhar e o senso crítico dos que ali estão. Assistir ao filme é apenas uma parte do cineclube, o principal objetivo é trabalhar a questao da formacao público, e mostrar aos que o visitam, novas possibilidades de interpretação e visões de mundo, da arte, do cinema e fomentar a produção cinematográfica. Mostrar que existem uma infinidade de filmes e que apenas uma pequena fração chega até o grande público.

Com um público formado, pode-se exibir e fomentar a produção local, o que contribui para exibir filmes que não tem um grande orçamento ou que não teriam chance de chegar no mercado comercial tradicional.

Formador de público

Diferente de um cinema dito tradicional, como os que temos em shoppings aqui na cidade, um cineclube trabalha muito forte a questão do público. Por isso, foca nos debates com cineastas, especialistas no assunto abordado no filme, entre outras pessoas que estão no dia da exibição em contato com o espectador, auxiliando no processo de construção de uma visão diferente sobre a obra, e gerar novas percepções. Com esse olhar mais aprofundado sobre a obra, que é desenvolvido através do debate, o público se torna mais receptivo a novas experiências cinematográficas, como por exemplo, produções locais, nacionais e universitárias. Além disso, o cineclubismo exerce um papel importante na discussão de questões sociais e no acesso ao cinema, visto que as sessões são gratuitas e não possuem a obrigatoriedade de acontecerem sempre no mesmo local. Seu carater itinerante permite, alcançar um público muito maior e diverso.

Difusor de produções locais

O Brasil tem um problema histórico no que diz respeito a distribuição dos filmes produzidos nacionalmente. As salas de cinema estão sempre inundadas de filmes estrangeiros, geralmente em muitas cidades, todas as salas exibem os mesmos filmes. Isso torna muito mais difícil a exibição de um filme brasileiro, quem dirá um filme de baixo orçamento ou feito com o auxílio de editais públicos. Como se isso não bastasse, a maioria das salas do país estão concentras nos grandes centros, excluindo boa parte do interior. Unindo esses dois problemas, temos muitos filmes que dificilmente serão vistos pelo público, e que ficam engavetados. É para preencher esse vazio na distribuição que os cineclubes entram, pois não possuem um compromisso em gerar renda ou em exibir as produções cinematográficas “do momento”. Os cineclubes podem ser a porta de entrada para o descobrimento de ótimos filmes pouco divulgados, assim como a apresentação de diretores talentosos, atores, etc.

A exemplo de Santa Catarina, diversas producoes são realizafas no estado e na cidade de Joinville, mas a maioria das pessoas se quer ouvem falar. Você sabia que Joinville faz filmes e que existe um curso superior em Cinema na cidade? Pois é, pra muitos isso é ficção. Sem cineclubes, a chance de algum desses filmes serem vistos é baixa, se resume a festivais, pequenas exibições e as vezes a internet.

A maior cidade do estado não forma público, tem produções nunca ou pouco exibidas, e corre o risco de formar cineastas que por fim, não vão ter onde exibir seus filmes. Sem um local para exibição, sem público disposto a consumir o conteúdo produzido, a cena cinematográfica da cidade pode nunca decolar. Temos exemplos de outras cidades menores que possui uma cultura cineclubista e público cativo que adota as produções locais. Em uma cidade que até pouco tempo era considerada industrial, a tarefa de produzir cinema é ainda mais complicada, visto que o ritmo de vida e as prioridades da sociedade são outras.

Podemos dizer, que Joinville possui apenas um cineclube atualmente, o “Cineclube CCT”, que realiza exibições dentro do campus da UDESC. Lá, são realizadas exibições e debates após a mesma. É uma ótima iniciativa, ainda mais que está localizada dentro de uma universidade.

Por fim, os cineclubes também são berços de sonhos, onde pessoas podem se descobrir como cineastas, onde podem descobrir que seu sonho de fazer filmes pode sim se tornar realidade, e que não importa o equipamento, é possivel contar grandes histórias com uma câmera na mão e uma ideia na cabeça.

Powered by Rock Convert

Recommended Posts

5 Comments

  1. Giane maria Souza

    Vamos criar muito cine clubes pela cidade com circuitos de filmes alternativos. Joinville carece de espaços alternativos para o cinema!

    • Arte na Cuca

      Obrigada Giane! Você é uma inalcançável incentivadora e lutadora pela cultura da cidade. Abraço.

  2. Avatar

    Sou leigo no assunto, assim como muitos outros. Creio que o mapeamento dos possíveis locais para exibição seria um começo para a ideia deslanchar.
    Imagine, filmes nas escolas. A adesão seria significativa.
    É uma idéia.

    • Arte na Cuca

      Olá Luiz! Obrigada por seu comentário! Gostamos da sugestão. Aguarde nossas próximas publicações que certamente teremos mais reflexões sobre cineclubes. Abraço!


Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *