Musicarium: o local onde se faz música

O Musicarium Academia Filarmônica Brasileira – centro de formação de orquestras, com o propósito de desenvolver jovens talentos, investindo em uma educação humanista e uma cultura musical de excelência – vai mais uma vez transbordar seus limites físicos e acadêmicos. Isso porque o projeto da sua futura sede agora já tem um local mais do que especial para sair do papel. No dia 8 de dezembro, às 19 horas, a instituição fará um evento para autoridades e convidados justamente para marcar e comemorar a doação do terreno, que vai abrigar a obra, feita pela Cidade das Águas para o Musicarium. Na oportunidade, será realizada ainda a apresentação da Orquestra Jovem Experimental.

A nova sede do Musicarium, que será composta por dois edifícios interligados, a Academia de Música e o Concert Hall, terá como destino o coração da Cidade das Águas, o 1º bairro-cidade de Joinville/SC, localizado no bairro Atiradores. A Cidade das Águas será um local para ser usufruído por toda a cidade, sem barreiras de entrada e saída, com mais de 30 mil metros quadrados de áreas destinadas a valorizar o convívio entre as pessoas em praças, calçadas, ruas e parques. Neste ambiente, o Concert Hall do Musicarium vai oportunizar  que a comunidade vivencie a música não apenas dentro da sala de concertos, pois o projeto prevê a transmissão de espetáculos com projeção de áudio e vídeo de alta qualidade na área externa do prédio, possibilitando que mais de duas mil pessoas apreciem as apresentações gratuitamente, criando um espaço de integração sociocultural único no país.

O conceito de cidade para pessoas, no qual o bairro Cidade das Águas está projetado, é um local para todos, independente de classe social. “Estamos unindo forças para desenvolver um dos melhores bairros do país. Nosso propósito é melhorar a cidade para as pessoas e construir lugares para a comunidade morar, trabalhar, estudar e se divertir. O Musicarium dará um charme especial ao nosso endereço. E a Cidade das Águas ajudará a potencializar e consolidar este trabalho cultural icônico em Santa Catarina. Esperamos que coisas boas sejam irradiadas para toda Joinville a partir desta parceria”, declara Marcelo Gomes, responsável pela construção do bairro Pedra Branca, em Palhoça, na Grande Florianópolis, e agora responsável pelo bairro em Joinville.

O terreno doado e destinado ao Musicarium será de aproximadamente 4.870 m², em uma localização privilegiada na Cidade das Águas, em que todos os caminhos no bairro levarão até ele.

O projeto arquitetônico do Musicarium é assinado pela Metroquadrado Arquitetura e contempla uma infraestrutura de padrão internacional, com projeto acústico desenvolvido pela Nagata Acoustics, que é responsável por muitas das melhores salas de concerto do mundo, como a Philharmonie de Paris, a Elbphilharmonie, em Hamburgo, e o Walt Disney Concert Hall, em Los Angeles. A qualidade deste equipamento cultural vem ao encontro do legado sociocultural do Musicarium para o futuro, dando acesso para crianças e jovens a uma infraestrutura adequada para promover a formação de músicos, orquestras de alta performance e a propagação da cultura na sociedade. 

Para Felipe Hansen, presidente do CRH e do Conselho de Administração do Grupo Tigre, essa união dos dois empreendimentos é inspiradora: “Desejamos estimular mais empresas e empresários a apoiarem  iniciativas transformadoras, como o Musicarium. A cultura está relacionada à geração de conhecimento. São valores essenciais para o desenvolvimento de uma sociedade. Esta parceria surge como um início transformador para ambos os projetos. A união entre Cidade das Águas e Musicarium faz Joinville caminhar para tornar-se um exemplo que irá inspirar outras cidades do Brasil a também serem melhores. O joinvilense merece um empreendimento que represente a grandeza de nossa cidade”.

A nova sede do Musicarium vai proporcionar ainda, uma significativa contribuição cultural à sociedade, recebendo orquestras do Brasil e do exterior, inserindo a cidade no circuito internacional de grandes concertos e eventos, contribuindo para alavancar também o turismo e o aquecimento da economia criativa na cidade. 

“Além da formação musical, os jovens alunos do Musicarium têm a oportunidade de tornarem-se excelentes cidadãos, grandes líderes de referência na sociedade e que contribuam para a transformação sociocultural do país. A consolidação tanto da Academia de Música, da Orquestra Filarmônica Profissional de excelência internacional em sua sede própria, prevista para 2030, permitirá a continuidade do círculo virtuoso de formação cultural e da cidadania na região. A transformação cultural também começa na nossa cidade, pois a nova sede vai atrair a acessibilidade de um grande público que poderá apreciar música de qualidade, gratuitamente, promovendo a formação de plateia, com um palco natural”, diz Sergio Ogawa, CEO do Musicarium.  

Em breve, o Musicarium lançará uma ampla campanha para mobilização de recursos para construção desta obra e desde já conta com o engajamento da sociedade para propagar e unir forças para a concretização deste grande legado.

Sobre o Musicarium

Com o objetivo de estabelecer uma Orquestra Filarmônica Profissional, o Musicarium surge em 2017 como Instituto Core de Música, um projeto do Core Excellence Center, focado na formação de base com musicalização infantil e iniciação musical. A relevância do propósito sociocultural do instituto se confirma já no seu primeiro processo seletivo, onde as 100 vagas oferecidas foram disputadas por 700 candidatos dos quais 85% eram crianças e jovens da rede pública de ensino.

Após três anos, com metas cumpridas, uma Orquestra Infantojuvenil formada e novos objetivos ainda maiores no horizonte, o Instituto Core de Música assume identidade jurídica própria como Musicarium – Academia Filarmônica Brasileira, do latim, o local onde se faz música. Com a perspectiva de tornar-se uma referência internacional na formação de jovens talentos e orquestras de excelência, continua transformando vidas por meio da música, fomentando a cultura e cidadania.Atualmente, são mais de 180 alunos bolsistas, a partir dos quatro anos de idade, a maioria proveniente da rede pública de ensino, que recebem no Musicarium a melhor formação musical para tornarem-se músicos de alta performance, futuros professores e cidadãos de referência aptos a contribuir para a formação das futuras gerações e  a transformação sociocultural do país.

Recommended Posts

Nenhum comentário por enquanto!


Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *