Blumenau inaugura exposição a céu aberto em comemoração aos 200 anos de Fritz Müller

Clique abaixo para ouvir a postagem

“Assim como o corpo respira livremente, o espírito também deve pensar livremente. Sem liberdade não há verdade nem virtudes… tomei a firme decisão de tudo sacrificar pela verdade e pela liberdade.” Fritz Müller.

No dia 20 de abril inaugura em Blumenau/SC, a exposição-intervenção “O Príncipe dos Observadores”, projeto que inicia as comemorações e discussões sobre os 200 anos do naturalista Fritz Müller, que apresenta a história deste cientista, sua formação na Alemanha e vinda para o Brasil, Santa Catarina; suas contribuições para a ciência mundial, com detalhes da nossa fauna e flora.

O projeto foi idealizado por Luiz Bernardes e conta com a colaboração especial da professora Sueli Petry, administradora e historiadora do Arquivo Histórico Ferreira da Silva (Blumenau), bem como, o depoimento de escritores, amantes e admiradores da história deste grande personagem.

A mostra acontecerá em formato impresso, organizada em grandes painéis, expostos em tapumes de construtoras, muros de empresas ou em lugares públicos com paredões disponíveis. Trata-se de uma galeria de arte e educação a céu aberto, que poderá ser vista ao vivo e a cores, inclusive podendo ser usada como material didático, de pesquisa e estudo.

Sobre Fritz Müller
Fotógrafo: desconhecido.

Nascido na Alemanha, chega ao Brasil em 1852, com 30 anos, já  dr. em filosofia e concluso do Curso de Medicina. Em 1861, Fritz Müller teve acesso ao livro de Charles Darwin, “A origem das espécies” e decidiu aplicar a teoria aos estudos sobre crustáceos. Efetuava coletas principalmente na Praia de Fora, hoje aterrada pela Av. Beira Mar Norte.

Em 1867, voltando ao Vale do Itajaí, Blumenau/SC,  viveu na dupla condição de colono e cientista e se dedicou a estudos sobre o Rio Itajaí-açu, sua vegetação e em especial as orquídeas e bromélias, que foram sua grande paixão. Müller foi convidado pelo Diretor do Museu Nacional do Rio de Janeiro a ocupar o cargo de Naturalista Viajante, que exerceu por 15 anos. Apesar de exigirem que ele se mudasse para o Rio de Janeiro, optou em ficar na cidade Blumenau, Santa Catarina.

Foi eleito Membro Honorário da Entomological Society de Londres. Chegou a exercer os cargos de Juiz de Paz e de Superintendente de Blumenau. Apesar de todas as dificuldades, Fritz Muller sempre priorizou a EDUCAÇÃO. Criou uma cartilha, tratando da flora e fauna Catarinense em verso e prosa, ilustrada com seus próprios desenhos.

Desde tenra idade, suas filhas o acompanhavam nas primeiras pesquisas e observações, tal como, Fritz, seus irmãos e primos acompanhavam seus pais e avós na Alemanha. Em carta falou a seu irmão Hermann “Nós, irmãos, herdamos de nosso pai o amor pela natureza viva“ inclusive construíram um herbário para o cultivo e observações de plantas.

Quando? 20 de abril.
Quanto? Gratuito.
Onde? Abertura na Rua: Alameda Rio Branco nº 476 – Blumenau/SC.

*O projeto tem apoio da Castelo Engenharia & Luiz Bernardes.

Contato: Luiz Bernardes – Rua Hermann Hering, 549 – Bom Retiro. Blumenau? SC. Cep. 89010-600. Contatos: 47-3222.1498 / 99993.0959 [email protected]

Recommended Posts

Nenhum comentário por enquanto!


Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *