Azul da Cor do Mar

Clique abaixo para ouvir a postagem

Por Carol Spieker

O romance “Azul da Cor do Mar”, foi escrito pela autora e jornalista mineira, Marina Carvalho, lançado em 2014 pelo selo Novas Páginas, da Novo Conceito Editora. O livro tem 334 páginas, divididas em 28 capítulos, mais prólogo e epílogo e cada capítulo é aberto com um trecho extraído do Manual de Redação da Folha de São Paulo.

Isso porque a nossa heroína, Rafaela, desde cedo soube que cursaria a faculdade de Jornalismo, aliás, escrever sempre foi sua paixão. Ela mantém um diário, no qual escreve sobre um menino que ela viu uma vez, quando criança em uma praia do Espírito Santo e nunca mais esqueceu e agora, em 2014, ano em que se passa a trama do livro, ela está prestes a ver sua carreira finalmente decolar quando consegue um estágio no jornal Folha de Minas, o maior jornal de Minas Gerais.

Livro: Azul da Cor do Mar. Autora: Marina Carvalho

Rafaela está confiante e certa de que nada poderá impedi-la de ter sucesso na faculdade e no estágio, porém ela não contava cruzar com Bernardo, um sujeito que, segundo ela, “é o mais insuportável da face da Terra”. Rafaela logo de início percebe que terá problemas com o jornalista que, para o seu azar será seu supervisor de estágio. Ou seja, ela o terá que acompanhar durante as horas em que estiver a serviço da Folha de Minas. Eles têm maneiras muito diferentes de se portar e travam uma batalha perigosa, e cômica, entre os dois profissionais, em busca do melhor furo de reportagem.

Apesar de “Azul da Cor do Mar” poder ser categorizado como um chick lit, daqueles com final bem clichê, ao melhor estilo “Sessão da Tarde”, ele surpreende nas passagens investigativas. O livro tem uma diagramação mista, mesclando narrativa convencional, em primeira pessoa, com diálogos, e-mails, mensagens de celular e matérias de jornal, o que torna a leitura dinâmica e nada cansativa.

Marina Carvalho escreveu posteriormente o livro “A Menina dos Olhos Molhados”, onde narra a história sob a perspectiva de Bernardo, jornalista investigativo elogiado por suas matérias com a característica de não gostar de trabalhar em equipe. A segunda obra foi lançada em 2016 pela Globo Alt e é uma divertida continuação de “Azul da Cor do Mar”, com a diferente característica de ser um chick lit com protagonista masculino.

Recomendo ambas as obras para leitores adultos, embora não haja conteúdo erótico explícito, que gostem de romance e aventura em uma mesma obra, leve e divertida que pode ser degustada rapidamente, apesar do número de páginas.

Chick lits: podem ser definidos como romances que costumam ter conteúdo cômico e que trazem em seu enredo, protagonistas femininas, geralmente independentes, na casa dos 20 aos 30 anos, que enfrentam as delícias e os conflitos da vida profissional e afetiva. No Brasil, Marina Carvalho e Laura Conrado são referências nesse estilo de livro.

Carol Spieker
@carolspieker | facebook.com/carol.spieker.1

Powered by Rock Convert

Recommended Posts

Nenhum comentário por enquanto!


Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *