Mulheres e flores são fonte de inspiração para exposição em mosaico

Clique abaixo para ouvir a postagem

Due Mosaici é o nome da mais nova exposição da artista visual Kátia Baeta e da mosaicista Tenessee Liz, que abre no Shopping Cidade das Flores a partir do dia 20 de outubro e vai até 03 de novembro. Tendo a mulher e as flores como tema principal e fonte de inspiração, a pesquisa para realização da mostra, que terá em média 36 trabalhos expostos, trás também as diferenças entre a técnica do mosaico com cacos de cerâmica, produzido na antiguidade e o mosaico contemporâneo, feito a partir de pastilhas de vidro e resina. A mostra estará berta ao público das 14h às 22h nas salas 35 e 30.

 

O Mosaico de Kátia Baeta

Katia Baeta, artista visual, natural de Joinville/SC/Brasil, é formada em Educação Artística com habilitação em Artes Plásticas e tem mestrado em Patrimônio Cultural e Sociedade, todos pela Univille. Cursou História da Arte e Ateliê de Cerâmica pela Casa da Cultura Fausto Rocha Júnior de 2000 a 2005.

Apesar de já ter realizado outros trabalhos em mosaico, a artista considera sua primeira produção a que realizou dentro do jardim do Museu Nacional de Imigração e Colonização: “O mosaico entrou na minha carreira, quando fui convidada para fazer e desenvolver um projeto de arte musiva […]. Em 08 de julho de 2017, o museu completou 60 anos, então com uma proposta de aniversário, fui chamada para pensar algo no jardim e partindo daí pensei o Arte Musiva no Museu. Foram produzidas 8 mesas e 32 bancos de cimento com arte mosaico onde cada peça leva um símbolo que remete a colonização de Joinville.”

Em seus trabalhos em cerâmica e mosaico, a artista diz não estar interessada em peças com acabamentos primorosos, caminhando mais para o estilo rústico, o processo e a essência, nos contando um pouco sobre seu processo de criação: “No mosaico, eu pego piso e azulejo cerâmico quebrado e reuso o material, compondo obras de arte.”

 

O Mosaico de Tenessee Liz

Tenessee Alessandra Pereira de Liz, natural de São Borja/RS/Brasil, é mosaicista e já faz diversos cursos na área para se aperfeiçoar, atualmente cursa História da Arte na casa da Cultura Fausto Rocha Júnior além de estar cada vez mais atuante dentro das artes visuais de Joinville. Tenessee participou da produção e instalação do painel em mosaico da Secretaria do Estado do Desenvolvimento Regional de Joinvill e tem em seu currículo algumas exposições e participações, como a “Mostra Sul” 2017 e a exposição “Revoadas de Outono 2018” no Museu Casa Fritz Alt.

Ao ARTE NA CUCA ela responde sobre como iniciou seu interesse pelo mosaico, e nos relata que: “Eu já trabalhava com artesanato, e ganhei da minha cunhada algumas pastilhas para mosaico, foi daí que surgiu o interesse de ir mais a fundo e descobrir como trabalhar a técnica. Comecei a pesquisar na internet, fui testando, experimentando, indo atrás de vídeos e cursos. Em Joinville, o único lugar que oferecia curso de mosaico era na “Pastilharte”, onde ingressei, seis meses depois de ter iniciado minhas pesquisas.  Depois dali fiz vários outros cursos, inclusive em Curitiba e mantenho contato com diversas mosaicistas, o que contribui para que eu esteja em constante aprimoramento.”

Em contraposição a técnica de mosaico da artista Kátia Baeta, Tenessee tem sua pesquisa voltada para a técnica e para os materiais contemporâneos. Preza pela ordem, a delicadeza e está sempre atenta aos pequenos detalhes: “Gosto de criar, manuseando o material, experimentar é uma prática, colo e descolo, até dar o melhor resultado. Persistência e às vezes até teimosia. Sou detalhista e perfeccionista, amo as cores e gosto de dar vida à arte que vou fazer.”

 

Mas, o que é Mosaico?

Mosaico, do latim – mosaicum – é um trabalho pictórico feito de pequenos pedaços de pedra, cerâmica ou vidro de várias formas e cores, chamado tesselas, unidos por gesso ou outro aglutinante para formar composições decorativas geométricas, figurativas ou abstratas. (enviado por Kátia Baeta)

Ficou curioso (a) e quer saber mais a respeito de toda essa arte que nasce a partir de materiais de refugo ou que precisa ser quebrada só para depois ser colada novamente? Bora lá ver a exposição no dia 20, não esquece!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Recommended Posts

Nenhum comentário por enquanto!


Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *