Instituto Internacional Juarez Machado inaugura duas novas exposições em novembro

Neste sábado, dia 23 de novembro às 10h, o Instituto Internacional Juarez Machado recebe no pavilhão de exposições às mostras intituladas “Escuridão Iluminada”, de Lauro Andrade com curadoria de Scott MacLeay e “Cartazes Contemporâneos da Polônia” pelos curadores Heliana Grudzien e Edson Machado. As obras de Lauro Andrade propõem a fusão entre fotografia, artes gráficas e pintura, enquanto os cartazes poloneses são consideradas obras gráficas produzidas originalmente nos ateliês das Academias de Belas Artes e impressas nas oficinas de arte e tipografia nas cidades de Cracóvia e Varsóvia.

Sobre “Escuridão Iluminada”

Um ano após o lançamento do inovador livro VIVA A VIDA (Creative Process: Florianópolis, 2018), o qual apresenta uma interpretação altamente pessoal das viagens que realizou ao redor do mundo, a exposição traduz a abordagem multidisciplinar de Andrade às artes plásticas. Acompanhadas de uma trilha sonora criada especificamente para a exposição, pelo curador canadense Scott MacLeay. O trabalho resulta em uma instalação imersiva que evoca representações oníricas de tais experiências, as viagens do artista pelo mundo têm um propósito singular: elas são autobiográficas. Constituem uma maneira de ganhar perspectivas valiosas na jornada pessoal pela vida.

Andrade não documenta suas viagens de maneira tradicional. Ele emprega a fotografia como uma ferramenta para coletar dados na forma de imagens, tanto de pessoas quanto de lugares, matéria-prima na criação de metáforas visuais complexas que representam as situações em que ele se encontrou durante suas viagens. Tais são, simultaneamente, espelhos e janelas: trazem clareza e profundidade aos seus pensamentos, sentimentos e perspectivas sobre o lugar que ocupa no universo.

Sobre “Cartazes Contemporâneos da Polônia”

Para a exposição Cartazes Contemporâneos da Polônia, o IIJM foi buscar na história e nas atuais correntes artísticas gráficas sua programação do mês de novembro. São pinturas, fotografias, colagens e desenhos estampando registros estéticos e elementos semânticos com mensagens culturais e sociais a partir da segunda metade do século XX naquele país europeu. “A Polônia durante o regime socialista foi um dos países que mais desenvolveu a arte do cartaz, quando os artistas tinham que ‘driblar’ sua criatividade”, dizem os organizadores da mostra. Os artistas expositores integram a geração revolucionária do cartaz europeu. São eles: Andzej Pagowski, Erol Jacub, Eugêniusz Get-Stankiewicz, Jerzy Kostka, Jerzy Zablocki, K. Figielski, Lech Majewski, Maciej Urbaniec, Marszalek, M. Gara, M. Golechiowski, M. Kalkus, M. Repetowski, Piotr Kunce, Stasys Eidrigevicius, Szulecki, Tadeusz Kantor, Waldemar Swierzy, Walkuski e Wiktor Sadowski.

A curadoria está assinada por dois especialistas na área de organização de exposições internacionais, a ilustradora Heliana Grudzien, descendente de poloneses e o gestor cultural Edson Machado, Diretor Artístico do Instituto.

Quando? 23/11/2019 à 09/02/2020. Horário de abertura: 10h
Quanto? Entrada gratuita na data de abertura.
Onde? R. Lages, 994 – América, Joinville/SC.
*O Instituto abre de terça à sábado das 10h às 18:30 min
Domingos e feriados das 15h às 18:30. Ingressos inteira R$ 8,00 e meia R$ 4,00, nas quartas-feiras, grupos agendados e quem vier de bicicleta tem entrada gratuita.            

Recommended Posts

Nenhum comentário por enquanto!


Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *